01/10/2011

No metrô, no trem, no ônibus eu fico triste porque ninguém me nota nessa droga


Quando eu vou estudar, pego trens, ônibus, metrôs e as vezes até balsa, sabe?, gays como eu, que só gostam de caras héteros e que nunca tiveram alguém no cósmos, sempre saem na rua achando que se a “energia” própria estiver boa isso fará com que se ache alguém através do olhar ou de um esbarrão divino que nos faça encostar no cara que sonhamos um dia em ter. Eu tenho que dizer, isso tudo é ilusão, todos os dias eu saio assim na rua e NADA, entro nos meios de transportes que adoro (gosto de andar em qualquer coisa que se mexa sobre duas ou mais rodas) sento, o local enche: entram mulheres, homens, policiais, estudantes , músicos , esportistas , velhos e velhas; Os bonitões na maioria das vezes, fazem parte dos estudantes, esses estão sempre alegres e rodeados por outras pessoas, simplesmente os mais bonitos ou os mais atraentes não me notam, não me enxergam, nem se quer me olham.


Eu não sou notado, não sou visto não sou tocado por quem eu gosto ou por quem me atraia, na verdade o transporte que eu pego pode representar a minha vida: quem eu valorizo não me preconiza, posso estar bem, posso estar limpo, cheiroso, bem vestido , penteado que mesmo assim não tenho valor.



Quando eu digo que não sou notado no ônibus ou no trem, afirmo isso em relação à quem tem pelo menos a capacidade de satisfazer sexualmente, tirando esse grupo, as velhas, as mulheres, os gays com cara de lua cheia mimosa, todos olham pra mim sim. Eu fico com ódio pois tudo na minha vida é invertido, já pensou se tudo fosse assim com todo mundo? Eu quero um New Beatle e acabam me vendendo um Fusca aguela abaixo?



Nos ônibus, os lindos e desejados dão beijos ardentes em suas namoradas em minha frente, sabe aqueles caras com pinta de cafageste, bonitos e desejados? Então, as vagabundas podem ter, eu não, isso me dá um ódio visceral, uma inveja que me arde, me sinto uma mosca sem asas e fico morto de ódio me perguntando por que a sexualidade dos dois são tão prospera e a minha é um lixo? Eu já tentei me atrair por gays ou mulheres , eles até me dão uma tranquilidade maior, uma paz mas é só isso, o que adiante eu me juntar com gay ou mulher se depois vou querer maltrata-los ou culpa-los por eu não ter o que eu queria tanto ter?



Muitas pessoas falam: Não é todo gay que é afeminado ou delicado, vc TEM QUE EXPERIEMNTAR UM.
Eu respondo pela 1.000.000 vez: eu não me atraio nem por gays sarados, másculos e metidos à homens, nunca gostei de imitação, eu nunca calcei um tênis Nike falsificado ou dirigi um Celta tunado achando que era um Corsa Sedan… O que as pessoas não entendem ou não querem entender é que eu não gosto sexualmente de gays, sejam eles “machos” como forem, um gay sempre faz a leitura dos mínimos jestos do outro cara , e quando o cara é gay não desce! Tanto é que todos os caras pelos quais eu me apaixonei foram héteros e eu nunca fui perguntar a eles se eles eram ou não machos. Agora se existir um gay com JEITO e não corpo 100% de hétero que goste de apenas COMER mulheres e gays, me apresente pois até agora não conheci nenhum.



Uma vez eu vi no metrô um rapaz conversando com outro, eu não tirei os olhos dele, ele era loiro, cabelos castanhos bem cortados com um corte bem másculo e jovem, uma nuca linda, olhos verdes, fisionomia de seguro e dono de si com uma cara de quem tinha uma personalidade forte, não ria mas argumentava falas muito bem, mãos brancas bem cuidadas mas másculas e com alguns ossos e veias mais saltadas, aparentava uns 26 anos, ele era sério mas não era introvertido. Eu o olhei literalmente dos pés até as suas mãos e suas nucas, eu notava que ele não tinha corpo “fabricado” em academia, tudo nele era muito natural, ele tinha o corpo normal mas em forma, eu olhava os seus braços e via aqueles pêlos loiros lindos , na sua mão tinha uma aliança, eu fiquei imaginando que estrago aquele cara faria na cama com uma mulher vadia, ele tinha jeito de homem que tinha aquilo grande e que agarrava forte, o amigo dele e ele notavam que eu estava medindo ele todo, não teve como eu não medir, eu fiquei olhando tal cara com uma certa tristeza , afinal eu sabia que eu não significava nada pra ele, eu sabia que um cara assim, nem toda mulher poderia te-lo, quanto mais eu um gay que se veste como homem e que quer dar o que não tem pra dar. Eu queria abraça-lo mas não podia. Ele foi embora conversando com o seu amigo eu fique lá pra tras, afinal eu não teria chanse com um feio e fodido, o que dirá com um cara atraente daquele.



Todos os dias é assim nos meus ônibus: vejo casais com amores tórridos se beijando, se atracando, dos feios não tenho inveja, mas dos bonitos e dos mais ou menos, até tenho e admito que se eu tivesse uma arma, descarregava com gosto em cima desses casais, eu até daria um bom serial killer, eu fico me divertindo imaginando matando esses casais de namoradinhos , eles ficam hipnotizados uns com os outros tornando-se alvos faceis, eu os atacaria usando artes marciais e alguns objetos como espada, pau e correntes.



Me tratar num psicólogo? Descobri que psicólogos só sabem fazer o “corno aprender a ser conformado” , mais nada, eu não quero ser conformado, eu não pedi para nascer, não pedi pra ser gay, não pedi pra nascer num mundo homofóbico, se isso aconteceu, a vida pelo menos deveria me pagar de uma outra forma os danos que eu sofri, sofro e vou sofrer por ser um infeliz sexual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O SEU COMENTÁRIO FOI EXCLUÍDO? OH, NÃO DIGA! LEIA AS REGRAS DESSE BLOG ANTES DE SAIR POSTANDO!!!
--------------------------------------------------------------------------

Youtube

Loading...